Análise e estudo de um caso

Tomei como exemplo de uma foto-montagem digital, uma composição que criei, chamada “The Pop Icon”.

Esta foto-montagem contém 6 camadas (layers):

  • Camada plano de fundo – cara de Marilyn num fundo preto;
  • Camada com o cenário teatral;
  • Camada por recorte do plano de fundo, apenas com a cara de Marilyn;
  • Camada com a assinatura “Marilyn Monroe”;
  • Camada com a cara sorridente de Marilyn;
  • Camada com o corpo inteiro de Marilyn.

Na camada do plano de fundo e na que apenas contém a cara (a que está à direita e mais se destaca), apliquei o filtro “recorte de arestas”. Á segunda camada a que me referi também diminui a percentagem de opacidade para 64%. A partir destas duas camadas referidas, criei uma sobreposição entre as “duas caras”, para conseguir ainda um maior destaque.

A camada com o cenário teatral encontra-se entre as duas camadas anteriormente referidas, igualmente modificada com o filtro “recorte de arestas”, com diminuição de percentagem de opacidade para 51% e com alguns ajustamentos de “brilho” e “contraste”. Resolvi utilizar esta fotografia como fundo/cenário, visto que a personalidade que estou e tratar nesta foto-composição trata-se de uma famosa actriz dos anos 50, e portanto o palco teatral representa essa área da representação.

A camada com a assinatura sofreu uma mudança de dimensão e perspectiva (as quais contribuíram para o efeito de profundidade), assim como alguns ajustamentos de “brilho” e “contraste”.

Nas duas outras camadas (“cara sorridente” e “corpo inteiro” de Marilyn) já tomei partido dos efeitos de sobreposição de camadas, utilizando, na primeira, “luz directa”, e na segunda, “luz brilhante”. O efeito “luz directa” permitiu sobrepor a imagem de tal maneira que os lábios de Marilyn ficaram pintados de vermelho, através da cor da imagem que está atrás (tenhamos em atenção que a imagem original está a preto e branco). Também ajustei estas duas camadas no “brilho” e “contraste”, e, através de máscaras de camadas, utilizei o efeito de “degradê” com objectivo de destacar partes da imagem que mais me interessavam e também de disfarçar as bordas de cada imagem. Por exemplo, na “cara sorridente”, o efeito de “degradê” pôs em destaque os lábios, parte que considerei mais importante, e no “corpo inteiro” tirou o destaque ao final das pernas e aos pés, parte que considerei menos importante.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: